Cuba quer reconhecer e regular oficialmente as criptomoedas

Cuba pretende se tornar o primeiro país da América do Norte a reconhecer e regular oficialmente as criptomoedas. Conforme resolução recente publicada no Diário Oficial da União, o Banco Central estabelecerá regras para uso de ativos digitais.

Além disso, também trabalhará no licenciamento de provedores de serviços de criptografia que operam na ilha norte-americana. As rígidas regras de embargo impostas pelo ex-U.S. O presidente Donald Trump tornou difícil para os cubanos usarem os EUA.S. Dólar.

Assim, um grupo tecnologicamente experiente em Cuba está analisando ativos digitais que podem ajudá-los a quebrar essas barreiras financeiras.

Percorrendo a Rota de El Salvador

No início deste ano, em maio de 2022, a nação latino-americana El Salvador fez do Bitcoin (BTC) uma moeda legal no país junto com o dólar. A lei Bitcoin de El Salvador está pronta para entrar em prática no próximo mês e os preparativos para a mesma já estão em pleno andamento.

Com os ativos criptográficos sendo completamente descentralizados, não há organizações específicas cuidando do fluxo de dinheiro. Assim, num momento em que o U.S. está colocando restrições para enviar pagamentos transfronteiriços para Cuba, as criptomoedas se tornaram uma ótima alternativa para seus moradores.

A resolução do Diário Oficial menciona que o Banco Central tem o poder de autorizar ativos digitais “por motivos de interesse socioeconômico”. No entanto, o Estado garantirá que as operações sejam controladas. O estado também cuidará do fato de que essas operações de transferência de criptografia não envolvem atividades ilícitas.

Erich García, um especialista local em criptomoedas de Cuba, disse que os nativos já estão usando ativos digitais por meio de cartões-presente para fazer compras online.

Pequenos países da América do Norte e da América Latina têm feito questão de explorar ativos digitais para combater as incertezas econômicas decorrentes da pandemia do COVID-19. Além disso, alguns bancos locais nos Estados Unidos.S. também estão explorando esta opção.

You May Also Like

About the Author: Medusa